Design sem nome.gif

O QUE É O CONSULTOCENTRISMO?

Neologismo que classifica modelos de saúde que utilizam à exaustão a consulta como padrão-geral de relacionamento com o paciente em toda a cadeia de serviços.

 

É um dos obstáculos a modelos de saúde no paradigma da abundância.

Ebook para além da Teleconsulta (2).png

O diagrama acima sintetiza: os sistemas de saúde há muitas e muitas décadas insistem que a metodologia de consulta em tempo real (presencial ou online) seja a porta de entrada e de saída ideais de praticamente todas as demandas da área.

Outras metodologias presenciais ou digitais, síncronas ou assíncronas,  como educação para a saúde, auto ou telemonitoramento e pontos de autocuidado descentralizados (point of care) até hoje não ganharam o mesmo protagonismo.

Mas isto está mudando rapidamente...

OS PERIGOS DO CONSULTOCENTRISMO

PARA PACIENTES

1. Dificuldade de acesso devido ao déficit crônico de profissionais para atendimento 

2.  Falta de continuidade devido  à natureza esporádica da ferramenta consulta/retorno

3.  Pouca transmissão de conhecimento devido à visão paternalista e assistencialista do processo

4.  Prejuízo no desfecho e experiência como efeito colateral de todos os pontos acima

PARA PROFISSIONAIS

1. Dependência da venda da sua hora de trabalho em tempo real para subsistência

2. Pouca efetividade, resolução e fidelização devido às limitações da lógica consulta/retorno

3. Baixa diversidade nas opções de trabalho, impacto e monetização, gerando burnout

4.  Risco constante de obsolescência perante novas metodologias e tecnologias em sua área

COMO SUPERAR ESTE PARADIGMA?

Criando uma proposta de valor em saúde que não dependa da sua consulta para prover serviços e acompanhamento de qualidade à sua rede de clientes e pacientes.

Há inúmeras outras metodologias que podem ser utilizadas em conjunto com a (tele)consulta para diversificar e ampliar não só sua prática profissional, mas também diversificar seu portfólio de serviços com modalidades não-consultocêntricas.

A Saúde Omni, por exemplo, criou o Método Omni 4T4P, que emprega 4 interfaces metodológicas/tecnológicas para criar programas de cuidado híbrido em saúde:

2.png
3.png
4.png
1.png

Estas quatro interfaces podem ser combinadas em diferentes proporções para gerar diferentes programas ou pacotes de saúde, online, offline ou misto (o que chamamos de programas omniline).

​Nós escrevemos um e-book só falando sobre esta metodologia, que já é aplicada em programas de cuidado híbrido em todo o Brasil! Quer saber mais sobre ela? Acesse aqui.

MAS POR ONDE DEVO COMEÇAR?

Ao lançar novos programas e empresas de Cuidado Híbrido no Brasil com o Omni 4T4P, nós primeiro avaliamos as vocações e ativos já consolidados em cada profissional, clínica ou outras instituições.

Você já utiliza procedimentos de telemonitoramento na sua prática profissional? Tem cursos criados ou materiais educativos nas suas redes sociais? Utiliza de maneira consciente o poder das comunidades digitais para fins terapêuticos? Em síntese: você já consegue entregar valor (e ser remunerado por isso) sem ser obrigatoriamente por consulta, cirurgias, plantões e afins?

​Já te adianto que 99% do(a)s profissionais respondem esta pergunta com um sonoro NÃO.

Pensando nisso, decidimos escrever um segundo e-book para ajudar você e outros milhões de profissionais brasileiros a ir além do consultocentrismo!

Book covers (1).png
Ebook para além da Teleconsulta (3).png

O ebook Superando o Consultocentrismo traz uma visão prática, alicerçada em estudos de casos de Programas criados dentro da própria Saúde Omni, sobre como sair deste paradigma e começar a diversificar e ampliar seu portfólio de serviços com menos dependência da sua hora de consulta!

O ebook será disponibilizado gratuitamente em breve. Para receber sua cópia via e-mail, basta cadastrar seu email, nome e profissão abaixo:

Book covers (2).png

QUERO FREE DOWNLOAD DO EBOOK